Poucos Trabalhadores

"E, então, se dirigiu a seus discípulos: A seara, na verdade, é grande, mas os trabalhadores são poucos." Mateus 9:37.

Devemos entender o conceito de missão que Jesus tinha em mente. Devemos estar motivados a obedecer ao mestre na tarefa que ele confiou aos seus verdadeiros trabalhadores. Os verdadeiros trabalhadores da seara sempre serão poucos, eles precisam depender inteiramente do Senhor, fazer toda diferença onde trabalham e se regozijar pelo que Jesus lhe concedeu.

Os verdadeiros trabalhadores foram chamados numa ocasião especial. A ocasião em que Jesus enviou seus discípulos para o precederem nas cidades tem muito a nos ensinar sobre o que Jesus entendia da obra missionária e do reino de Deus.

Sua escolha dos discípulos e suas instruções permanecem como vitais para o entendimento do verdadeiro discipulado. Mais do que nunca, há a necessidade de resgatar a visão de Jesus sobre a missão e o reino de Deus. Ainda é tempo de rogar ao Senhor da seara "que mande trabalhadores para a sua seara" (Mateus 9:38). Freqüentemente, uma metáfora para a atividade de Deus no final dos tempos, dizer que a seara é grande indica que a "seara" não se refere ao tempo da colheita, mas à ceifa (como em Lucas 10:2).

A ênfase aqui recai sobre a proclamação do evangelho, o anúncio escatológico que precede o juízo e insiste na urgência das pessoas arrependerem-se e terem fé. Os "trabalhadores" não são os discípulos enviados para reunir (os homens) para o julgamento (Mateus 13:49), mas são os discípulos que imitam Jesus na proclamação da vinda do reino (Mateus 10:7). Lucas narra: "Depois disto, o Senhor designou outros setenta; e os enviou de dois em dois, para que o precedessem em cada cidade e lugar aonde ele estava para ir" (Lucas 10:1).

Esse "depois disto" está conectado diretamenteà ocasião quando Jesus censurou os três candidatos a discípulos (Lucas 9:57-62). Todos os três escondiam sobre a resposta afirmativa algumas condições que desejavam que Jesus preenchesse. O Senhor estava disposto a demonstrar que um discípulo não deve fazer qualquer exigência, antes, deve ser, em tudo, submisso ao Senhor. Percebemos também que ser discípulo de Jesus não é questão de se oferecer, como dois dos anteriores fizeram, mas de ser designado pelo Senhor para isso.

Os discípulos foram enviados pelo Senhor de dois em dois. Em Mateus 9:37-38 encontramos uma curiosa declaração de Jesus: "E, então, se dirigiu a seus discípulos: "A seara, na verdade, é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara". Ainda há pouco, alguns discípulos se ofereceram, agora Jesus enviava mais 70, multidões estavam dispostas a segui-lo, mas ele dizia: "os trabalhadores são poucos"!

Acontece que essa é uma verdade universal. Em todos os tempos, os trabalhadores serão poucos. Por um lado, porque o número dos necessitados é muito grande, nunca havendo missionários suficientes para que todos ouçam a Palavra de Deus. Por outro lado, e talvez esse seja o aspecto mais importante, sempre serão poucos os verdadeiramente fiéis.


Local

Contato

Agenda Semanal

Rua das Nhandirobas, 380 Telefone: (11) 3926-5777 Quarta - Estudo bíblico - 20h00
Jardim Oriental - SP Contato por E-mail Sábado - Ver Agenda
CEP: 04349-030 Domingo - Reunião Oração - SAF(18h30)
Domingo - Escola Dominical(17h30)
Domingo - Culto de Louvor(19h)

Copyright 2018 - Igreja Presbiteriana do Jabaquara